Finanças garantem reembolsos de IRS até fim de julho

Julho 13, 2016
,

O Governo promete que a generalidade dos reembolsos do IRS vai ficar concluída "até ao final deste mês", salvaguardando que "as situações mais complexas" poderão ser finalizadas posteriormente.

 

Fonte do Ministério das Finanças disse hoje à Lusa que, "excetuando-se as situações mais complexas que exigem um maior cruzamento de dados, os reembolsos [de IRS] estarão concluídos até ao final deste mês".

 

 

Em junho, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais já tinha dito no parlamento que a Autoridade Tributária e Aduaneira está a demorar, em média, 36 dias a pagar os reembolsos do IRS (Imposto sobre o Rendimento das pessoas Singulares), mais do que no ano passado, justificando com as novas regras que entraram em vigor.

 

 

"Embora o número dos 25 dias capte a imaginação das pessoas, o prazo médio de entrega nunca foi 25 dias. Foi de 30 dias no ano passado e este ano está em 36 dias. Há um aumento que se deve sobretudo à aplicação de regras novas e maior complexidade. Acho que não é um mau resultado", afirmou Fernando Rocha Andrade.

O Ministério das Finanças comprometeu-se em avançar com os primeiros reembolsos 25 dias após a data da primeira entrega de declarações, considerando na altura (meados de abril), que não se verificavam razões para atrasos no pagamento dos restantes reembolsos.

 

 

O governante admitiu que se apercebeu "rapidamente" dos atrasos nos reembolsos pelos vários pedidos de informação que lhe chegaram, o que considerou ser um "mau indício" por revelar "um desvio que existe entre as tabelas de retenção na fonte e o IRS, que se agravou no ano passado" e que faz com que "o montante que é cobrado seja excessivo sistematicamente".



by MSN Finanças