Finanças dá mais uma semana às empresas para entregar IES

Junho 16, 2016
,

Governo decidiu permitir a entrega da Declaração de Informação Empresarial Simplificada (IES), até ao próximo dia 22 de Julho, sem quaisquer acréscimos ou penalidades.

 

As Finanças deram mais uma semana às empresas para a entrega da Declaração de Informação Empresarial Simplificada (IES), até ao próximo dia 22 de Julho, sem quaisquer acréscimos ou penalidades. O prazo anterior era 15 de Julho.

A Associação Nacional de Contabilistas (ANACO) pedia que fosse alargado até final de Setembro o prazo para as empresas submeterem a declaração da Informação Empresarial Simplificada (IES) referente a 2015, porque ainda não estavam publicados os formulários.

A ANACO diz que disponibilização tardia das aplicações para submissão da Informação Empresarial Simplificada (IES), anunciada para dia 14 de Junho, "causa constrangimentos e prejuízos" e torna muito difícil a tarefa de cumprir essa obrigação fiscal.

As Finanças publicaram os formulários hoje, mas o Governo decidiu manter os formulários da Declaração de Informação Empresarial Simplificada (IES) actualmente em vigor, para a declaração a apresentar relativamente ao ano de 2015.

"A decisão fundamenta-se no facto de estar a ser projectada a simplificação da IES e de as diversas alterações anuais aos formulários destinados ao cumprimento de obrigações declarativas implicarem a necessária adaptação dos sistemas informáticos dos contribuintes, com o inerente aumento das despesas operacionais das empresas", diz o comunicado do Governo.

"A medida insere-se num esforço global por parte do Governo de diminuição dos custos de contexto para as empresas portuguesas, em particular as PME", acrescenta o comunicado.

As Finanças decidiram, por isso, "permitir a entrega da mencionada declaração, até ao próximo dia 22 de Julho, sem quaisquer acréscimos ou penalidades".

Neste contexto, "é agora disponibilizada no Portal das Finanças a aplicação de submissão da IES, bem como as indicações relativas aos referidos ajustamentos declarativos".

 



by Económico